Atualizado em 08/03/2022 13:18 por Éter 7 News

Início Arte Com apresentações, palestras e exposições, Cultura valoriza protagonismo feminino na arte
Março na Cultura Paraná evidencia presença feminina nas artes, Daniela Busarello. Foto: Kraaw Penas/SECC.

Com apresentações, palestras e exposições, Cultura valoriza protagonismo feminino na arte

Março na Cultura Paraná evidencia presença feminina nas artes, Daniela Busarello. Foto: Kraaw Penas/SECC.

O mês do Dia Internacional da Mulher (dia 8) oferecerá diversas atividades para que o público possa ver, sentir e refletir sobre o ponto de vista feminino nas variadas manifestações.

A presença feminina nas artes e na Cultura ganhará mais evidência neste mês de março nas instituições culturais do Estado. O mês do Dia Internacional da Mulher (dia 8) oferecerá diversas atividades para que o público possa ver, sentir e refletir sobre o ponto de vista feminino nas variadas manifestações.

Confira as atividades:

TEATRO GUAÍRA – O Teatro Guaíra apresenta nesta terça-feira (08) uma programação especial aberta e gratuita. O público poderá conferir trechos de espetáculos da Escola de Dança, do Balé Teatro Guaíra e da Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP), que terá um trio de músicos tocando canções clássicas. A programação acontece em um palco montado do lado de fora do teatro.

Leia também:


A partir das 16 horas, a Escola de Dança faz uma aula pública de balé clássico e, em seguida, alunos e alunas dançam trechos de repertório clássico, como “Esmeralda” e “La Fille Mal Gardée”. Na sequência, o Balé Teatro Guaíra dança trechos de “VICA”, coreografia de Lili de Grammont que discute a vida pós-pandemia. Em seguida será a vez de três músicos da OSP se apresentarem.





Na lateral do teatro, na Rua Amintas de Barros, haverá uma exposição de figurinos de personagens femininas marcantes. Para fechar a noite, haverá uma projeção de vídeos em homenagem às mulheres e espetáculos produzidos durante a pandemia.

MON – O Museu Oscar Niemeyer (MON) oferece ao público, ao longo deste mês, várias atividades desenvolvidas por mulheres artistas que têm obras no acervo da instituição. São mediações em texto, videoconferência e oficinas artísticas.

Nesta terça-feira (08), às 19 horas, haverá videoconferência gratuita com a artista Lilian Gassen com título “Campo Artístico, uma Arena de Disputas”, abordando a inserção de artistas mulheres no sistema da arte no Estado.

No dia 16, às 14h30, será realizada uma oficina presencial gratuita com a artista Juliane Fuganti. A partir de uma breve conversa sobre a sua construção poética na instalação “Jardim dentro de um Jardim 2021”, na exposição “Afinidades”, a artista abordará suas escolhas e processo de criação. Em seguida irá conduzir um trabalho prático com argila inspirado em sua obra.

No dia 23, às 14h30, a artista Daniela Busarello fará presencialmente a oficina “Vida”. A atividade partirá da leitura de trechos dos livros “A vida não é útil” e “Ideias para adiar o fim do mundo”, de Ailton Krenak, e de uma conversa sobre sua obra e seus processos na exposição “Afinidades”. Em seguida, os participantes serão convidados a pensar uma grande pintura comunitária, onde o início de um traço dará continuidade ao outro, construindo uma história em comum.

BPP – A Biblioteca Pública do Paraná (BPP) uniu a programação do mês da mulher às comemorações dos 165 anos da instituição. Nesta segunda-feira (07), a escritora Angela Gomes, autora do livro “O Mestre Verde”, comandará um bate-papo, às 14h30, na seção infantil.

Na terça-feira (08), a escritora Giovana Madalosso conduzirá a palestra “Mulheres e escrita: um tempo só seu”, às 10h30 no hall térreo da BPP. A autora dos romances “Suíte Tóquio” e “Tudo Pode Ser Roubado” discute como as mulheres podem organizar seu tempo e espaço para produzir os próprios textos. A palestra terá um repeteco no dia 9, às 14h30, no mesmo espaço. Ainda neste dia, a escritora Renata Baglioli, autora do livro “Diogo e a Menina-Sem-Nome”, estará em um bate-papo, às 14h30, na seção infantil.

No dia 10, a premiada atriz paranaense Nena Inoue apresenta a leitura pública “Outras falas: a voz das mulheres na literatura paranaense”. Será às 19 horas, no auditório. Dirigida por Carmen Jorge, Nena interpretará textos de 13 autoras do Estado — Alice Ruiz, Laura Santos, Priscila Lira, Jussara Salazar, Natasha Tinet, Regina Benitez, Clarissa Comim, Leonarda Gluck, Adriana Sydor, Giovana Madalosso, Jessica Stori, Luci Collin e Assionara Souza. A leitura será reapresentada no dia 11, às 19 horas, no auditório.

Sucesso no YouTube e nas redes sociais, a atriz e contadora Flávia Scherner (Fafá Conta) apresenta um repertório selecionado na seção de contação de histórias no dia 11, às 14h30, no hall térreo.

MUPA – O Museu Paranaense reuniu a programação do mês da mulher e do Programa Público, que está levando grande número de espectadores à instituição. No dia 12, às 16 horas, a artista e pesquisadora independente Bia Figueiredo apresenta a performance “Polvo”, no jardim do museu. A apresentação versa sobre ciclos que são intrínsecos ao ser humano e à Terra e sobre processos de decomposição, compostagem e regeneração.

No mesmo dia, às 17 horas, a partir de ingredientes de produtores locais e alimentos colhidos da horta montada no Museu Paranaense, as responsáveis pelo projeto “Central do Abacaxi”, Camila e Amanda, farão alguns preparos para o público. Enquanto elas cozinham, o espectador participa da conversa sobre a importância de consumir de pequenos produtores locais.





A artista indígena, bióloga e educadora Uýra se define como “A árvore que anda”. Ela realizará duas ações no Programa Público do MUPA: uma performance e uma fala pública com convidados (as) no dia 19/03, às 17 horas, e no dia 20/03, às 11 horas.

No dia 26/03, a escritora Noemi Jaffe, é a convidada especial da mesa-redonda “Plantas e Literatura”.

MIS – O Museu da Imagem e do Som (MIS-PR) criou “Viagem Infinita”, uma exposição virtual, poética e fotográfica com imagens e iconografias de mulheres em diferentes representações. A exposição vai ao ar nesta terça, dia 08.

CJAP – Para celebrar a participação e o papel feminino, o Centro Juvenil de Artes Plásticas olha para sua própria história em encontros durante o mês. A grande homenageada será Eny Caldeira, mulher à frente do seu tempo, e idealizadora do CJAP. No dia 16, às 9 horas, Seres Luchring Medeiros, ex-aluna e autora de uma tese de mestrado sobre o CJAP fala com o público presencialmente sobre a instituição. E, no dia 18, às 15 horas, o bate-papo virtual é com Camila Langhring, sobrinha da Eny Caldeira.

MAC – O Museu de Arte Contemporânea do Paraná convidou dez artistas, curadoras e colaboradoras do museu para participarem de uma ação online no Instagram. Cada uma será retratada com um livro e as fotos acompanharão pequenos textos escritos pelas convidadas, contando por que a obra foi escolhida como dica de leitura.

Os livros indicados trarão reflexões sobre teorias feministas e sobre a literatura escrita por mulheres de diferentes momentos históricos. Entre as participantes estão Fabrícia Jordão, curadora, pesquisadora e professora universitária; Deborah Bruel, curadora; Milena Costa, pesquisadora, curadora e idealizadora da Galeria Ponto de Fuga; e Malu Meyer, galerista e presidente da Associação de Amigos do MAC (AAMAC).

Fonte: Agência de Notícias do Paraná – AEN.

Siga-nos no Google News:

Relacionados:

Deixe um comentário