Dispositivo portátil desenvolvido na UFSCar tem a mesma precisão do exame de RT-PCR, considerado padrão-ouro para diagnóstico da COVID-19, e permite analisar até 20 amostras simultaneamente. Foto: UFSCar / divulgação.

Dispositivo portátil desenvolvido na UFSCar tem a mesma precisão do exame de RT-PCR, considerado padrão-ouro para diagnóstico da COVID-19, e permite analisar até 20 amostras simultaneamente. Foto: UFSCar / divulgação.



Dispositivo portátil desenvolvido na UFSCar tem a mesma precisão do exame de RT-PCR, considerado padrão-ouro para diagnóstico da COVID-19, e permite analisar até 20 amostras simultaneamente. Foto: UFSCar / divulgação.

Leia também:

Deixe um comentário