Estudo divulgado na Nature Medicine avaliou indivíduos imunizados com a CoronaVac. Com base nos resultados, pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP estão testando novas estratégias, entre elas suspender o tratamento desses pacientes uma ou duas semanas antes da vacinação. Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil.

Estudo divulgado na Nature Medicine avaliou indivíduos imunizados com a CoronaVac. Com base nos resultados, pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP estão testando novas estratégias, entre elas suspender o tratamento desses pacientes uma ou duas semanas antes da vacinação. Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil.



Estudo divulgado na Nature Medicine avaliou indivíduos imunizados com a CoronaVac. Com base nos resultados, pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP estão testando novas estratégias, entre elas suspender o tratamento desses pacientes uma ou duas semanas antes da vacinação. Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil.

Leia também:

Deixe um comentário